Um fim triste



A cantora Amy Winehouse foi encontrada morta em Londres, neste sábado, 23, segundo agências internacionais. A polícia afirma ter achado o corpo em seu apartamento em Camden Square, ao norte de Londres, após ser chamada por serviços de ambulância às 15h (horário local).
Amy tinha 27 anos e recebeu cinco prêmios Grammy pelo seu álbum 'Back to Black' (2006). A elogiada mistura de soul, jazz e r&b de seu som aliados a uma excelente potência vocal ficaram, infelizmente, tão famosas quanto um sério problema com drogas e álcool que a cantora enfrentava desde 2007.

Amy foi muito conhecida por seus escândalos públicos e pelo uso de drogas. Os problemas de Amy com drogas e álcool foram noticiados pelos meios de comunicação ao redor do mundo desde 2008. Em junho de 2008 o pai de Amy revelou aos jornalistas que ela estava com uma possível arritmia cardíaca por conta do uso abusivo de cocaína e cigarro.
Em 2009, Winehouse garantiu estar se recuperando. Ela já tinha vendido 505 mil cópias de seus dois discos anteriores no Brasil, segundo a revista semanal Veja.
Em 2010, Amy terminou seu tratamento na reabilitação e finalmente parecia ter se libertado das drogas, podendo concentrar-se no seu terceiro disco, esperado para janeiro de 2011, fa(c)to que não ocorreu. No seu último show, em 19 de julho de 2011, em Belgadro, a cantora teve uma atuação em que era visível o seu estado de embriaguez, levando a assobios por parte dos fãs sérvios. Ficou assim provado, que a cantora não se tinha ainda curado do alcoolismo.
No dia 23 de julho de 2011, foi encontrada morta em sua casa. A polícia disse que a causa de sua morte "ainda não foi explicada."








3 comentários: